10 coisas que você não deve colocar no seu site

Ainda hoje, nos dias atuais se vê muita coisa que usávamos na época do início da internet no Brasil. Tenho acessado sites que utilizam técnicas e métodos para desenvolver sites totalmente “pré-histórico”. Alguns iniciantes da área, costumam também se agarrar a elas e acabam por deixar vivo um legado que já passou.

1 – Iframes

A utilização de iframes como estrutura do site é totalmente defasada. Antigamente era muito utilizado por conta da facilidade de se utilizar no famoso frontpage! Este era a principal ferramenta de desenvolvimento de sites.

Porém isso já caiu em desuso há muito tempo! Principalmente por causa do SEO. Separar seu site em pequenos arquivos não é a melhor opção. Se assim fizer, seu site será indexado em partes também. Imagina a pessoa pesquisar seu site e quando clicar, abrir somente o menu?

Sim, isso ainda acontece!

2 – Bonequinhos dançantes em uma página em construção

Se sua página está em construção, simplesmente não coloque ela no ar. Não crie links apontando para ela. Simples! Você cria um link chamado “fale conosco”. Daí a pessoa clica, achando que irá encontrar algo para falar com você e encontra uma estonteante imagem de um bonequinho batendo em um prego! Este visitante irá embora e nunca mais irá voltar. Não existe nada mais chato do que você achar que tem algo, quando na realidade não tem nada.

Proibido - Não faça!

Proibido – Não faça!

Sim, isso ainda acontece!

3 – Música abrindo automaticamente

Já se foi a época que era “super legal” você abrir um site e tocar aquela musiquinha legal no site. E mais: AUTOMATICAMENTE! Já tomei muito susto e ainda semana passada já aconteceu comigo novamente. Se você quer que o usuário ouça uma música no seu site, não o obrigue. Coloque um simples botão “play”. Se ele quiser ouvir sua música ele irá clicar lá. Não dê susto no seu usuário.

Aí mais uma vez. Isso acontece? Sim, isso ainda acontece!

4 – Informações desnecessárias

O mercado de criação de sites automatizados está com a bola toda nos dias atuais. Sites totalmente amadores são jogados que nem água na internet todos os dias através destes sistemas (não vou falar especificamente sobre isso, vou criar um artigo para falar sobre isso mais tarde).

Como o usuário que cria site neste tipo de ferramenta é leigo no assunto, qualquer coisa que lhe é oferecida é muito legal.

A partir daí já sabemos no que vai dar. Calendário, relógio (meeeeeu Deus, para que raios um site deve ter um relógio gigante na lateral?), número de visitantes (ninguém precisa saber quantos acessos seu site teve) que fica tipo assim: “00005 visitantes” e por aí vai.

Quanto mais informação melhor, certo? Sim, mas quanto mais informação útil!

Sim, isso ainda acontece!

5 – Foto gigante fixa no fundo

A partir daí, o “desenvolvedor” que era leigo agora já entende um pouco de CSS. Então ele acha muito lindo colocar aquela foto da galera fixa lá no fundo. O conteúdo todo passa e a foto fica paradinha lá. Para isso o “desenvolvedor” pega aquela foto tirada da câmera chamada DC097635.jpg com 4MB de tamanho e resolução de 4000×3000 e coloca lá no site. Não, não faça isso. Não é agradável ao usuário. Principalmente quando o conteúdo do site não tem um fundo. Aí o texto rola sobre a foto e muita da vezes não dá nem para ler o conteúdo.

Sim, isso ainda acontece! E muito!

6 – Cores extravagantes

Nunca utilize as cores das pontas daquela paleta de cores. Um tom de cinza não deve ser #ccc por exemplo. Tente utilizar mais o meio das paletas para ter cores com aspecto mais “clean”. Cores mais tranquilas do usuário passar vários minutos sem ter de olhar para algum outro ponto para “endireitar a visão”.

Já visitei sites pretos com letras azuis claras por exemplo. A cada 2 minutos eu tinha que fechar os olhos, descansar e retornar a leitura. O site possuía até informação útil. Lembre-se: um bom design faz com que seu site tenha mais visitas. Um design com cores fortes faz com que seu visitante vá embora sem nem ler seu conteúdo. Por melhor que ele seja!

Se você fizer uma busca pelo google e ir para um site com fundo preto, ficar 5 minutos lendo seu conteúdo e regressar ao google verá que seus olhos dão um tipo de “bug” até se acostumar novamente as cores “clean”, no caso o branco.

7 – SEO e Otimização com keyword stuffing

Keyword stuffing era a técnica utilizada há muito tempo atrás. Ouviu? Muuuuuito tempo atrás, para fazer com que os sistemas de busca identifique seu site por aquelas palavras chaves. O que acontecia na prática era o seguinte. Você busca no google “criação de sites rj” por exemplo. Aí você acessa uma página com um pequeno texto e em baixo mais de 1000 palavras genéricas soltas como “criar site”,”como criar site”,”criar site no rio de janeiro” e por aí vai. Fazendo com que o site fosse posicionado também para aqueles termos.

Isso não existe mais, não funciona! E por este motivo, se você fizer será banido do google, bing e/ou qualquer outro sistema de busca que ler o seu site.

Quer saber? Sim, isso ainda acontece!

8 – Copiar textos de outros sites

Algo muito comum até os dias de hoje é criar um site com conteúdo repetido de outro site. Achar que copiar o texto de algum outro blog mais antigo que o seu e que você irá aparecer na frente dele no resultado do google é ser muito positivo. Além de antiético você pode até mesmo levar um processo por direitos autorais.

Então se você quer copiar algo de algum site, uma foto ou um texto você deve pedir autorização para tal. A partir daí, se permitido, o dono da informação irá fazer suas solicitações como colocar um link para a fonte do conteúdo original, por exemplo.

Não sei por que eu coloquei isso na oitava dica, pois isso é o que mais acontece hoje em dia!

9 – Criar site em tabelas

As tabelas não devem nunca serem utilizadas como estrutura de um site. Lá se foi esta época. A longos e longos anos atrás era assim. Hoje em dia é tudo feito através do CSS. Porém isto não significa que as tabelas do HTML morreram. Muito pelo contrário, elas ainda estão vivas e muito vivas!

As tabelas devem ser utilizadas para informações tabulares. Quando comecei a aprender CSS tentava fazer tudo com CSS. Até as informações que deveriam entrar numa tabela. Penava para fazer com CSS o que poderia ser feito com tabelas em 5 minutos. Até que parei e fui estudar mais a fundo. Descobri este pequeno detalhe, rs. As tabelas ainda são muito úteis. Mas devem ser utilizadas no momento correto.

10 – Tags inutilizadas do HTML

Existem algumas tags HTML que não devem mais serem utilizadas pois caíram em desuso. Vamos as principais:

  1. “< b >“ foi substituido por “< strong >“;
  2. A tag Marquee foi removida. Se você aquele texto percorrendo a tela (não sei o por que você gostaria de colocar este efeito), você deve utilizar CSS ou javascript;
  3. FONT – Evite até mesmo falar o nome desta tag. Ela não deve ser utilizada em hipótese alguma. A fonte da sua página deve ser configurada no CSS.
  4. BGCOLOR – Segue a mesma descrição do FONT. Não deve ser utilizado mais. Tudo deve ser feito através da Folha de Estilo CSS.

Alguns destes exemplos, em navegadores mais recentes, talvez nem funcione mais. Se quiser ver mais sobre as tags HTML em desuso clique aqui. Na tabela, as linhas que estão marcada com o nome Depr. são as que caíram em desuso. As que ficaram depreciadas.

E lá vamos nós: Sim, estas tags ainda são utilizadas.

Resumo do que você não deve fazer

Você não deve seguir padrões de sites antigos. Visite sites “da moda”. Veja o que está sendo utilizado na maioria dos sites atuais. Não fique preso ao passado achando que é mais fácil. Estudando um pouco você verá que você pode melhorar sua técnica e seu conhecimento no assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *